O sábado 28 cantarei o Te Deum de Marc-Antoine Charpentier na Concatedral de Vigo com a Orquesta Clásica de Vigo dirigida por Manuel Martínez.

Vai ser a primeira vez que faça esta peça que, ainda que para o grande público seja especialmente conhecida polo seu prelúdio, é uma das mais importantes criações sacras do Grand Siècle francês.

Apesar de estar habituado a interpretar a música barroca com instrumentos de época e afinados a 415, como fazemos no Herbens Consort, não acredito que isto seja uma condição necessária para afrontar este repertório com sucesso, como prova a excelente trajetória da Clásica de Vigo e do seu titular, Manuel Martínez.